jusbrasil.com.br
8 de Maio de 2021

4 Passos para você Inserir QR-CODE (acessos rápidos) em suas peças processuais

(Guia prático e Elucidativo)

Lucas de Jesus Carvalho, Advogado
ano passado

Fala pessoal, tudo Bem?

Hoje, a produção trazida neste portal quebra as regras de formalidade, irei buscar ao mais breve e explicativo possível apoiá-los na produção de uma ferramenta que acredito ser sutil e poderosa.

No vídeo que está a baixo, compartilho algumas dicas para tornar as peças processuais mais interativas (muita das vezes acredito torna-las algo mais humano) porque uma coisa é você digitar uma linda peça e protocolar, outra, totalmente diferente, é você colocar dramaturgia no que foi escrito, apoiando no livre convencimento do juízo.

Suponho que estamos em uma nova era, com avanço tecnológico surgem novas plataformas, com isso é preciso que o advogado esteja acompanhando todo tipo de mudança que afeta a sociedade, seja direta ou indiretamente.

Conversando com provectos advogados, numa margem de 9 entre 10 admitem que ainda trabalham com armários para arquivos no fito de gerenciar seus processos, sendo que as tecnologias de compartilhamento na nuvem, backups e file servers já podem fazer tudo isso, dispensando o uso de papel, sem mencionar o espaço que consome em um espaço físico.

Vamos ao que realmente interessa...

Você deve está aí se perguntando o que seria “QR-CODE” correto?

Para esclarecer, podemos dizer que é um código de barras bidimensional que pode ser facilmente escaneado usando a maioria dos telefones celulares equipados com câmera e outros objetos de leitora QR. Quando realizada a leitura, é possível assistir vídeos, responder formulários, ouvir gravações e etc.

Sim, tudo isso em um só código (QR)!

Mas pra isso, é preciso que você salve o conteúdo na nuvem, onde poderá ser gerado um link de compartilhamento, com esse link, converta-o em uma das ferramentas de conversão para QR-Code, pronto!

Se ainda ficou difícil o entendimento, não tem problema! Clique no vídeo.

Ferramentas utilizadas:

Criar uma conta Google (apenas para aqueles que ainda não tenham)

YouTube

QR Code Generator

Dúvidas ou sugestões, basta escrever seu comentário!

Abraço.

20 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Excelente artigo. continuar lendo

Obrigado, estou à disposição! continuar lendo

Caro Doutor, com todo respeito posso lhe dizer, que gostei muito do seu altruísmo, contudo, devo salientar que os advogados, bem como outros profissionais ainda guardam os documentos físicos, pois a tecnologia que temos hoje ainda não nos dá a segurança real. Existe um ditado bem antigo que diz: "seguro morreu de velho", acredito que caiba aqui!!! No entanto, a sua idéia é boa, parabéns pela coragem. Um forte abraço. continuar lendo

Obrigado pelo comentário, pra ser sincero, já estava aguardando-o aqui, rsrsrs.
Dou-lhe total razão, quanto mais resguardado e seguro os arquivos, é melhor!
Trabalhei para algumas multinacionais como analista de TI (somados quase 10 anos), o armazenamento de papéis é algo quase que extinto (por diversos fatores: meio ambiente, incêndios, etc). A tecnologia possui diversas opções justamente no intuito sanar alguns pensamentos como esse (o que não é errado! Isso denota o cuidado e o zelo para com os documentos do escritório).
Nos dias de hoje, alguns mecanismos que resguardam nossos serviços de ambientes de produção é manter contingências disponíveis em outros ambientes. Mas como assim? Simples, basta manter um serviço de hospedagem de arquivos na nuvem (pasme, é barato) e montar um servidor com a conexão dos mesmos arquivos em um fileserver (pode ser um servidor virtual) juntamente com um servidor físico de backup, consegues montar isso por menos de 3k.
Lembrando que a maioria das empresas de hospedagem na nuvem tb já possui diversas ferramentas de backup, o que torna a indisponibilidade dos arquivos algo quase impossível.
Já imaginou o estagiário digitalizar tudo (devolver toda documentação para o cliente) e você conseguir gerenciar tudo na palma de sua mão? ou até mesmo compartilhando com outros sócios?! :)

Mais uma vez reitero os votos de agradecimento pela indagação supra, é sempre bom manter essas divergências para que possamos construir novas ideias.

Abraço. continuar lendo

Caro colega. Muito legal seu artigo, parabéns! Mas sabe que somente fiquei curioso no sentido de que o QR code possibilitará que o serventuário da justiça tenha acesso ao vídeo com o telefone celular. Maravilha, mas aí é que está - qual o serventuário que irá se dar o trabalho de utilizar o celular para visualizar o vídeo, se o link possibilita fazê-lo no próprio computador da repartição? Achei ótimo o artigo e a ideia, mas até mesmo como ex-funcionário público, acredito que se a repartição não oferecer condições de visualizar o vídeo no computador utilizado pelo serventuário, ele mesmo não terá nem mesmo curiosidade de usar seu próprio aparelho para reproduzi-lo. Mas a ideia do vídeo é muito legal! Muito grato, sucessos e um excelente 2020! continuar lendo

Primeiramente, peço desculpas pela demora com a resposta. Agradeço muito pelo feedback no post acima, acredito que indagações são fundamentais para se lograr êxito em qualquer área de conhecimento, são elas que fazem com que possamos sair da zona de conforto e buscar melhores soluções. Acerca do ponto mencionado, também acredito que alguns serventuários da justiça darão
a mesma tratativa para com o código (e é um direito deles), mas também prefiro pensar que temos serventuários que buscam incansavelmente conhecer novas tecnologias e formas aumentar ainda mais sua produtividade! :) continuar lendo

Muito bom!!! continuar lendo